Assistir o trailer Vídeo para assinantes - Assinar

Em Joana de Cusa, capítulo 15 do livro Boa Nova, psicografado por Chico Xavier, Humberto de Campos descreve as amarguras domésticas e dissabores íntimos da nobre dama casada com um alto funcionário de Herodes, ainda incapaz de compreender a mensagem do Cristo. Fortalecida e consolada por Jesus, Joana aprende que o apostolado do Evangelho é o da colaboração com o céu, nos grandes princípios da Redenção, convencida de que Deus não trava contendas com as suas criaturas e trabalha em silêncio, por toda a criação. Esforçando-se, também, no silêncio do testemunho doméstico, Joana volta ao lar para amar o companheiro, enxergando nele o material divino que o céu colocou em suas mãos para que pudesse talhar uma obra de vida, sabedoria e amor.

“Sei quão singelo é o esforço presente; entretanto, desejo que ele reflita o meu testemunho de admiração por todos os que trabalham pelo Evangelho no Brasil.”

Humberto de Campos

Continuar lendo

Mais Episódios