Vídeo para assinantes - Assinar

“Amor a dois” é um diálogo entre princípios do Espiritismo e o método da Constelação Familiar Sistêmica. Dessa interface e com a ilustração de casos, Andrei Moreira escreveu o livro, lançado pela Ame Editora. Este seminário, promovido pela Associação Médico-Espírita de Minas Gerais (Amemg) em abril, é um desdobramento da obra.

Nesta primeira parte, o médico e terapeuta focaliza os impactos das relações com os pais na infância nas relações afetivas da fase adulta. As rejeições e o não-reconhecimento da posição dentro da família originária são obstáculos. Andrei explica que é necessário se reconectar ao sistema familiar e saber nutrir-se com o que ele tem a oferecer.

Outro destaque é a importância de se manter viva a admiração mútua em um casal. Reconhecer as virtudes do outro – o que geralmente remonta ao gene da relação – é um meio de fortalecê-la. Diferentemente da crítica, que expõe fragilidades e leva a fraturas emocionais. Citando Jung, quando o poder entra, o amor sai pelas portas dos fundos.

Continuar lendo

Mais Episódios