Haroldo Dutra Dias volta às tradições da Palestina do tempo de Jesus para trazer lições úteis à atualidade. Em foco, a parábola do festim de bodas. O estudo foi realizado em outubro de 2018, em Belo Horizonte. O Grupo da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla vem recebendo o conferencista para uma série dedicada às parábolas do Evangelho. O vídeo possui interpretação em Libras.

Assim como na narrativa sobre as dez virgens, nesta, o Mestre compara o reino dos céus a uma festa de casamento. Naquele contexto, cabia ao pai do noivo organizar as bodas e decidir o início da cerimônia. Mas, segundo o relato evangélico, o anfitrião teve dificuldade em conseguir convidados para o casamento do filho. Alguns de seus emissários chegaram a ser mortos.

E Haroldo interpreta a história pela perspectiva dos princípios espíritas. Eles auxiliam na compreensão de alguns detalhes que, a princípio, geram estranhamento. Aceitar o convite do Pai é comprometer-se a assumir os valores do noivo. Assim, a veste nupcial estará apropriada para a festa.

Continuar lendo

Mais Episódios