“Visão dos Espaços” foi publicado na coletânea “Lira Imortal”, de 1938. Augusto dos Anjos, poeta mais frequente na obra de Chico Xavier, foi também o que mais colaborou nessa publicação.

No texto, inspirou-se em um tema recorrente na arte espírita. O paraibano descreveu o universo pelos olhos espirituais. A grandiosidade de cometas, constelações e nebulosas traduz-se em quadras de versos de 10 sílabas. E, com seu notável apuro técnico, dedicou-se a exaltar o Criador.

Zé Henrique Martiniano voltou a se debruçar sobre a poesia mediúnica de Augusto dos Anjos. Em 2015, lançou “Número Infinito”, com canções exclusivamente compostas a partir de textos do autor espiritual. Três anos depois, o músico produziu “Mensagem dos Poetas Mortos”, com melodias sobre versos de escritores variados. Ambos os trabalhos resultaram em livros-CD editados em parceria com o Instituto SER.

Talvez inspirado pelas imagens de “Visão dos Espaços”, Zé Henrique apostou no requinte de produção. Arranjo de cordas e dois corais dão suporte à voz principal de Ladston Nascimento. E o registro da gravação em vídeo segue o mesmo esmero, com a inserção de belas imagens de corpos celestes.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios