O Portal Reação dedica mais um episódio da série “Jesus e o consolador” a este versículo. “Não penseis que vim destruir a Lei ou os Profetas; não vim destruir, mas cumprir.” Esse aviso está no Sermão do Monte, no capítulo 5 de Mateus. E o pesquisador João Alves volta comentá-lo.
Ele reforça a ideia de progressão e unidade na revelação divina. São três as fases da mesma Lei, em correspondência com o período histórico em que foi trazida à humanidade. A justiça marca a Torá de Moisés; o Cristo encarnado sintetiza o amor; e a espiritualidade superior ensina a verdade na Codificação Espírita.
João alerta para um fato que reforça essa ideia de evolução gradual na revelação. Séculos antes do advento do Divino Mestre, os profetas já anunciavam a vinda do Messias. E este, segundo o Evangelho, prometera enviar um consolador para esclarecer seu legado e ensinar mais.
Foi assim que, em meados do século XIX, Allan Kardec organizou as lições dos Espíritos. O planeta estava preparado para acolher todas aquelas informações novas. E uma reconciliação entre a ciência e a religião poderia ter início.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios