HÁ MUITAS MORADAS NA CASA DE MEU PAI

Ismael Maia volta à série “Jesus e o consolador”. Nela, o Portal Reação detalha uma fala ou uma passagem do Evangelho e põe sobre elas a lente do Espiritismo. Assim, os convidados dos vídeos oferecem uma leitura espírita para as lições.
E, de fato, explica Ismael, o versículo em destaque carrega um sentido de consolação. “Há muitas moradas na casa do meu Pai”. A afirmação está no capítulo 14 de João. O clima é de despedida. O Cristo, na intimidade dos discípulos mais próximos, relata que se aproximava a hora da despedida. E buscava confortar e asserenar os sentimentos dos amigos.
É nesse contexto que apresenta a multiplicidade de casas na Criação. Segundo o pesquisador que comenta o versículo, pode-se extrair dele uma dupla interpretação. A primeira é um convite à ampliação da visão. A humidade está muito distante ainda de conceber a infinidade de orbes no cosmos. Cada um com sua população de Espíritos e com determinado tipo de matéria concentrada do fluido universal.
Mas há um sentido íntimo e individual no ensinamento. Construímos agora nossa morada futura, isto é, a esfera mental que habitaremos na realidade espiritual. Assim é que Jesus encoraja os apóstolos. Sendo estes fiéis seguidores, conviveriam depois com o Mestre no lugar que ele próprio iria preparar.

Continuar lendo

Comentários

Acompanhar estes Comentários
Notificar-me de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Mais Episódios

0
Participe da nossa comunidade! deixe seu comentário.x
()
x