Assistindo

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 18

Instruções Psicofônicas
00:06:09

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 19

Instruções Psicofônicas
00:10:58

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 20

Instruções Psicofônicas
00:06:55

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 21

Instruções Psicofônicas
00:05:31

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 22

Instruções Psicofônicas
00:11:25

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 01

Instruções Psicofônicas
00:12:41

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 02

Instruções Psicofônicas
00:22:33

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 03

Instruções Psicofônicas
00:25:45

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 04

Instruções Psicofônicas
00:06:09

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 05

Instruções Psicofônicas
00:09:17

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 06

Instruções Psicofônicas
00:06:29

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 07

Instruções Psicofônicas
00:08:25

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 08

Instruções Psicofônicas
00:11:08

PODSER #021 – INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS

PodSER
02:47:41

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 09

Instruções Psicofônicas
00:08:47

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 10

Instruções Psicofônicas
00:11:42

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 11

Instruções Psicofônicas
00:07:28

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 12

Instruções Psicofônicas
00:09:37

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 13

Instruções Psicofônicas
00:11:10

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 14

Instruções Psicofônicas
00:17:45

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 15

Instruções Psicofônicas
00:09:05

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 16

Instruções Psicofônicas
00:07:34

INSTRUÇÕES PSICOFÔNICAS – EPISÓDIO 17

Instruções Psicofônicas
00:06:55

Na década de 1950, temas como ecologia e meio ambiente raramente eram tratados publicamente. A escassez de recursos naturais ainda não era um problema global. Em razão disso, o teor deste episódio de “Instruções Psicofônicas” é especial. E, considerada a atualidade, não deixa de ter alguma carga profética.

Quem o pronuncia é Amaral Ornellas. O poeta e dramaturgo ocupou o aparelho fonador de Chico Xavier para declamar o soneto “A Terra”. O poema tem feitio de oração. Expressa a gratidão que os encarnados devem nutrir no íntimo em favor do planeta. É ele, graças à Providência Divina, que fornece os meios essenciais para a matéria possibilitar a evolução espiritual de seus habitantes.

José Xavier, irmão de Chico desencarnado em 1939, anuncia o visitante Ornellas. Essa exortação introdutória serviu de base a Arnaldo Rocha em seu texto de apresentação. Ele era um dos integrantes da equipe mediúnica do Grupo Meimei, de Pedro Leopoldo. Transcreveu e organizou as gravações, que originaram dois livros editados pela FEB.

Depois de 50 anos, Arnaldo voltou ao material para ler as próprias introduções às comunicações nesta série audiovisual, produzida pela Versátil Vídeo Spirite.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios