No primeiro semestre de 1955, Francisco Dias da Cruz se manifestou em cinco reuniões no Grupo Espírita Meimei, em Pedro Leopoldo. Nesses encontros, ofereceu uma espécie de curso sobre a obsessão. Uma das “aulas” está registrada no episódio 05 de “Instruções Psicofônicas”. E esta é a conclusão de suas lições.

Arnaldo Rocha, presente nos encontros, relata que, de fato, os presentes se sentiram como alunos. Ele escreveu os textos introdutórios às psicofonias de Chico Xavier do período. E lê esses comentários na abertura dos vídeos produzidos pela Versátil Vídeo Spirite.

Em sua abordagem, o homeopata faz uma análise comparada entre a prece e a psicanálise. Dias da Cruz explica os mecanismos psicológicos movimentados pela oração. O recurso terapêutico atua rompendo os vínculos mentais obsessivos. A conexão com o mais alto substitui as conexões e as imagens ilusórias prejudiciais pelas vibrações corretivas dos Espíritos superiores.

Dias da Cruz foi o terceiro presidente da FEB. Médico e palestrante destacado, desencarnou em 1937.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios