OS MISERÁVEIS – PARTE 04, LIBERDADE, QUERIDA LIBERDADE

Na terceira parte, entende-se por que esta adaptação de “Os Miseráveis” é tida como a melhor de todos os tempos. A maior parte do filme se concentra na barricada dos republicanos em conflito armado contra a Guarda Nacional. E, assistindo a às cenas, parece inimaginável uma produção dessa magnitude na década de 1930 longe dos estúdios de Hollywood.

A primorosa direção de Raymond Bernard acentua a influência de cores e quadros do expressionismo alemão. Esses três longas vertidos do clássico de Victor Hugo foram restaurados há poucos anos. E, no Brasil, a distribuição é da Versátil Vídeo Spirite.

“Os Miseráveis” (Les Misérables) tem sua trama narrativa emoldurada por dois momentos históricos. Um, a Batalha de Waterloo, em 1815. E o segundo, as revoltas civis contra a monarquia em Paris na década de 1830. “Liberdade, querida liberdade” contextualiza-se nesses últimos episódios.

O romance entre Cosette e o republicano Marius Pontmercy se desenvolve nesse cenário de ebulição política. Jean Valjean vive o reencontro definitivo com seu perseguidor, o inspetor Javert. O protagonista tem interpretação formidável de Harry Baur.

Continuar lendo

Mais Episódios