#FACINHO2021 – COM ELAINE PRADO, ENEIDA NALINI E ANTÔNIO NUNES

Não faltaram no 12° Facinho alegria e interação. Os artistas ficaram de um lado da tela, e as famílias, de outro. Mas a distância necessária em razão da pandemia da Covid-19 não impediu a conexão no bem. E este bloco é uma demonstração disso.

Foi um 3 em 1 de muita diversão para a meninada. Antes, os bonecos Facinho e Meimeizinha abriram o “salão virtual” como mestres de cerimônias. Então, Eneida Prado (SP) iniciou os trabalhos com um momento de musicalização. A musicoterapeuta pediu às crianças para separarem alguns objetos. E todos formaram um bloco de percussão bem animado.

Na sequência, Eneida Nalini (SP) contou uma história que deu muito o que pensar. “As coisas que a gente fala”, de Ruth Rocha, um livro todo em verso, trata do peso das palavras. Fechou o bloco Antônio Nunes (PB), com um momento de diversão. O músico ensinou como fazer uma peteca com material de casa.

O Facinho deste ano teve como tema as Leis Morais e a verdadeira da felicidade. O encontro é uma derivação infantil do tradicional Festival de Arte e Cultura Espírita (Face) de Campina Grande (PB). A realização é da Associação Municipal de Espiritismo de Campina Grande (AME-CG), com apoio da Federação Espírita Paraibana (FEPB) e da Associação Brasileira de Artistas Espíritas (Abrarte).

Continuar lendo

Comentários

Acompanhar estes Comentários
Notificar-me de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Mais Episódios

0
Participe da nossa comunidade! deixe seu comentário.x
()
x