Bem vindo ao estudo de Levíticos. Levítico está divido em duas partes. Até o capítulo 17, ele apresenta normas para se aproximar de Deus, algo que exige sacrifícios visando à purificação. Com clareza e perspicácia, Haroldo Dutra Dias faz a ligação da tradição dos levitas com princípios do Espiritismo, a terceira revelação. Levítico, o terceiro livro da Torá, dialoga especialmente com O Céu e o Inferno, quarta obra da codificação de Allan Kardec.

Adão, o “homem da terra”, feriu a confiança de Deus, que confiou a ele o Éden. Essa narrativa da desobediência original é o arquétipo do afastamento do Pai. A partir dele, são necessários sacrifícios para se purificar. É a exigência para a reaproximação.

Kardec descreve em seu Código Penal da Vida Futura que a felicidade plena só é possível num estado de perfeição. E só é perfeito quem purificou a alma, ou seja, o espírito que sanou todas as suas imperfeições. O guia e modelo para esse caminho de reaproximação é só um: Jesus, o tipo mais perfeito que Deus nos tem apresentado.

No terceiro episódio do estudo do Levíticos, Haroldo Dutra Dias conjuga as três revelações. Com sua queda, Adão se afastou de Deus. Como se reaproximar? É preciso purificar-se, e o caminho é Jesus.

Continuar lendo

Mais Episódios