Depois de um diagnóstico grave a respeito de Israel, Isaías passa a tratar de um grande julgamento. E essa alegoria não se restringe ao povo a quem foi confiada a revelação do Deus único. Outras nações também têm que dar conta de sua conduta perante o juízo do Senhor.

Esse é, grosso modo, o panorama da parte inicial do livro. Este estudo com Haroldo Dutra Dias lança a luz do Espiritismo sobre o texto profético, escrito aproximadamente 600 anos antes de Cristo. E este episódio tem um caráter especial.

Em primeiro lugar, ele encaminha para a conclusão da narrativa de tribunal. E esse desfecho assume um caráter de revelação. Haroldo afirma haver sementes em dois trechos de Isaías que estão maduras no Apocalipse de João. São registros de tempos difíceis. A descrição se aplica perfeitamente à atualidade de transição planetária.

A segunda parte do estudo é preparatória para o prosseguimento da série. Haroldo detalha o Yom Kippur. O Dia da Purificação é uma das festas mais importantes da tradição judaica. Ele apresenta os símbolos envolvidos. E destaca o roteiro de autoanálise que engloba o hábito de justiça e caridade, a oração e a reforma moral.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios