O estudo de Êxodo à luz do Espiritismo vem analisando os Dez Mandamentos um a um. Chegamos ao sétimo neste episódio. “Não cometerás adultério“, diz o texto. E, sendo o 7 um número especial na tradição judaica, não é mero acaso ser esse o preceito em questão.

Haroldo Dutra Dias

lembra que os mandamentos recebidos por Moisés eram diretrizes para aquela sociedade. Apontavam para um aprimoramento coletivo, uma projeção de futuro. Assim, era proposta uma transformação ao se tratar de adultério em uma sociedade ainda pouco afeita à monogamia.

Portanto, o ponto básico desse item da Lei era a fidelidade conjugal. Haroldo observa que, do tempo do êxodo à época de Jesus, segundo as narrativas, os padrões de família, de fato, se acomodaram no modelo com um casal estável e seus filhos.

Mas ser fiel ao cônjuge representa um começo, um processo pedagógico. E, diz Haroldo, representa um primeiro nível de interpretação da norma. As outras ampliam o alcance da virtude. São elas a fidelidade em outros relacionamentos sociais e a fidelidade a Deus, nossa relação original e primordial. Nisso o sétimo mandamento remete outra vez ao primeiro.

Continuar lendo

Comentários

Acompanhar estes Comentários
Notificar-me de
3 Comentários
Mais novos
Mais velhos Mais votados
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários
marcelofranquim

Olá amigos, muito edificante essas lives, em geral assisto offline. Gostaria de sugerir que fossem informadas as referências de publicações mencionadas, inclusive as músicas, rodapé dos vídeos. Desde já agradeço e um forte abraço todos, e que o Mestre Jesus continue iluminando.

analuciasampaio

Estou sempre adorando o estudo, mas assistindo offline. Agradeço o trabalho de vocês, Haroldo, Eleonora e Júlio. Que estejam sempre na paz de Jesus.

Jrobertomg.vendas

otimo trabalho Deus abençoes sempre

Mais Episódios

3
0
Participe da nossa comunidade! deixe seu comentário.x
()
x