O quinto episódio da série abre uma parte riquíssima no estudo de Êxodo à luz do Espiritismo. Depois da libertação da escravidão no Egito, o texto narra o início da peregrinação do povo hebreu pelo deserto. O trecho vai do capítulo 16 ao 18. Essa pode ser tomada como a terceira porção da primeira parte do livro.

Haroldo Dutra Dias dedicará alguns episódios a esse périplo dos liderados por Moisés. Isso porque a narrativa carrega diversos símbolos úteis para a melhor compreensão do Evangelho. Jesus, sem explicitar, menciona essas referências em algumas de suas falas.

Haroldo traz uma interpretação ao trecho em análise, que descreveria a trajetória espiritual do homem. Liberto, deve assumir a responsabilidade por suas escolhas e sua própria manutenção.

Apesar da conquista da liberdade, Êxodo narra a murmuração do povo. No deserto, padecendo fome e sede, vários indivíduos demonstraram preferência pela condição anterior no cativeiro. Afinal, quando escravos, tinham o que comer e beber. É quando o Senhor faz cair maná do céu e brotar água da rocha. Eis a prova da Providência a sustentar a caminhada humana.

Continuar lendo

Comentários

Acompanhar estes Comentários
Notificar-me de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Mais Episódios

0
Participe da nossa comunidade! deixe seu comentário.x
()
x