“O Espiritismo não é da alçada da Ciência.” A frase direta e incisiva de Allan Kardec está na Introdução de “O Livro dos Espíritos“. Mas qual o sentido dela se a Doutrina possui seu caráter científico e constitui a ciência dos Espíritos?
Essa aparente – embora falsa – contradição ganha destaque neste episódio. Marcelo Uchôa explica essa questão ao analisar o item VII do texto introdutório da obra.
Tanto a elucidação do codificador quanto as abordagens de Marcelo são ricas em metáforas. Elas ajudam na compreensão do argumento. Por exemplo, como pode um matemático brilhante ser também um bom psicológico?
No cerne do ponto está a distinção entre os objetos das ciências naturais e a metafísica da ciência espírita. Esta nasce da observação metodológica de fenômenos que estão aquém ou além dos princípios físicos. Portanto, requerem sistemas específicos de abordagem científica e análise.
Assim, Kardec ressalta que de nada vale a opinião crítica de cientistas naturais acerca do Espiritismo. Isso porque seus pontos de vista partiriam de instrumentos de aplicação inadequada à nova Doutrina.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios