Após apresentar a nova série, Marcelo Uchôa inicia o estudo justificando uma escolha. A melhor compreensão do conteúdo de “O Livro dos Espíritos” pede o conhecimento da vida de seu codificador. Por essa razão, os primeiros episódios serão dedicados à biografia de Allan Kardec.

A base são os registros de Zêus Wantuil e Francisco Thiesen, editados pela Federação Espírita Brasileira (FEB). Tratam-se dos três volumes da biografia, além dos livros “Allan Kardec: o educador e o codificador” e “As mesas girantes e o Espiritismo”.

Marcelo abre explicando as controvérsias sobre quando nasceu Hippolyte Léon Denizard Rivail, nome de Kardec. Por conta do sistema de calendário grafado no registro, segundo o marco da instauração da República da França, criou-se uma certa confusão quanto à data precisa. A casa em Lyon e a identidade dos pais também são apresentadas.

Todavia, a maior parte deste episódio se dedica à formação escolar do menino. E, aí, ganha destaque a figura de Johann Pestalozzi. Em Yverdon, na Suíça, o pedagogo manteve seu educandário em um castelo por 25 anos. Nessa instituição inovadora, Rivail aprendeu, lecionou e viveu por duas décadas.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios