Marcelo Uchôa começa o estudo do terceiro capítulo de “O Livro dos Médiuns”. “Método”, ao contrário do que leva a parecer, não trata da abordagem científica. Nele, Allan Kardec traça linhas de raciocínio que sustentam princípios. É uma oferta de caminho seguro para quem se dispõe a divulgar a Doutrina.

Parece um estímulo ao proselitismo. E é. Mas Marcelo explica que não se trata de proselitismo superficial. Esta série é produzida por ele e pela esposa, Regina Mercadante.

Espírita não faz prosélito”. Essa máxima é um dos tabus do movimento espírita. Divulgar e defender os princípios doutrinários perante não espíritas são práticas delicadas que costumam ser questionáveis. E a forma como o codificador trabalha o assunto no capítulo em análise soa o inverso.

Para ajudar na compreensão, o apresentador cita “O Livro dos Espíritos”. Em duas questões, os interlocutores do além afirmam que não importa a religião que se siga. Importa é ser bom. Kardec sabia que o Espiritismo ajuda o indivíduo a compreender mais rapidamente os meios de progredir. Por isso necessita de divulgação.

Continuar lendo

Mais Episódios