QUANDO SOUBERAM QUE EU SOU GAY FOI O CAOS – HOMOAFETIVIDADE E ESPIRITISMO

Este vídeo do Portal Reação conta a história de Carolina. A experiência dela é a de muitos homossexuais que se assumem para a família. Desse ato, desdobram-se várias situações indesejadas.

O expositor e escritor Andrei Moreira comenta o cenário. Segundo ele, a notícia é como uma bomba atômica. Muitos sonhos morrem. Alguns parentes entram em verdadeiro luto. Em muitos casos, são os pais.

Com a jovem professora foi exatamente assim. Viveu a primeira experiência homoafetiva na adolescência. As sensações que tinha desde a infância fizeram sentido. Mas não tinha certeza. A mãe exigiu uma resposta. Carolina não estava pronta. As duas ficaram sem conversar por um bom tempo. E a família entrou em colapso.

Andrei afirma que o diálogo não pode faltar. Os filhos precisam entender o tempo e as razões dos pais. E vice-versa. Assumir-se é um gesto de coragem. O acolhimento também. São gestos de amor.

Na casa de Carolina, agora, está tudo bem. Cada um cedeu um pouco. E o conhecimento espiritual ajudou bastante na reconciliação.

Continuar lendo

Mais Episódios