DE TANTO VER ESPÍRITOS ME LEVARAM AO PSIQUIATRA – MEDIUNIDADE

Ana Cristina tem três décadas de trabalho dedicado à mediunidade. Porém, as primeiras manifestações acenderam muitos problemas. É ela a personagem central deste minidocumentário. Ele foi produzido pelo Portal Reação, de Brasília.

Desde a infância, Ana vê e ouve espíritos desencarnados. A família e os amigos não acreditavam. E, mais grave, rechaçavam o intercâmbio da menina com os “mortos”. O quadro, por certo, era de doença psiquiátrica. Levaram-na para tratamento. Dois 8 aos 18 anos ela tomou medicamentos psiquiátricos fortes. Conta que, nesse período, do que mais se lembra é de viver dopada.

Apenas na fase adulta, depois de se casar, ela procurou orientação em um centro espírita. Foi sugestão de um segundo psiquiatra que atestou sua sanidade. Demorou tanto tempo, segundo ela, porque nutria pavor de espíritos.

O caso de Ana Cristina é comum. Quantos pacientes psiquiátricos internados em sanatórios podem ser simplesmente médiuns? O expositor Gilberto Amaro comenta a situação. Ele reforça que a mediunidade não pode ser tomada como doença ou punição. Ela é um dom natural proveniente de Deus.

Continuar lendo

Mais Episódios