COMO LIDAR COM A MORTE – ESTUDO 02

O estudo se inicia com a leitura do trecho final de uma carta que está no livro “Na viagem da Vida”, do mesmo, onde se questiona o sentido da velhice, das perdas com o avançar da idade, do abandono de coisas que fazíamos e não podemos mais, tudo com a finalidade de nos levar a pensar a respeito do propósito de estarmos aqui, antes da proximidade real da morte.

Com o iluminismo, a ciência ascendeu e passou a querer domar a morte deixando, esta, de ser uma etapa natural da vida passando a ser vista como uma coisa triste, solitária, mecânica e desumana, como descreve a Dra. Elisabeth Kübler-Ross, uma das maiores estudiosas na área da tanatologia. Ela também observou em seus estudos que todos vivenciam etapas diante da proximidade da morte, quais sejam: negação; raiva; barganha; depressão; aceitação e esperança, todas muito bem comentadas neste estudo.

Conclui dizendo que o que verdadeiramente precisamos aprender é o desapego e que este, aliado à maneira como lidamos com a vida é que vai fazer com que vivenciemos estas etapas de forma mais rápida e enriquecedora para a nossa caminhada.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios