O tema desta palestra é sobre uma das buscas mais essenciais do homem. Ele procura uma resposta desde que tomou consciência da própria existência. “Uma vez que existo, por que existo?” Renato Vernaschi Lima não oferece uma resposta pronta. Mas não há razão para decepção. Suas reflexões e apontamentos são caminhos iluminados.

A conferência fez parte da programação do 3º congresso da Aliança Municipal Espírita de Belo Horizonte (AME-BH). O encontro foi realizado em agosto e seu tema foi a vida. Mas, afinal, qual é a razão dela?

O expositor parte de uma premissa interessante. O sentido da vida não é um bem estanque a ser encontrado. Nas palavras dele, não se trata de algo como um pote de ouro no fim do arco-íris. Esse patrimônio é uma construção permanente de quem vive.

A munir cada um de nós nessa obra constante, temos ferramentas imprescindíveis. Por exemplo, a consciência para discernir o bem do mal. E outra, a vontade, governante de todas as ações. Por fim, Renato conta uma bela história. O personagem encontrou no serviço ao próximo seu sentido de viver.

Continuar lendo

Mais Episódios