Assistir o trailer Vídeo para assinantes - Assinar

A palestra se inicia com Divaldo citando o filósofo, escritor Ernest Renan que em 1862 após sua primeira aula de hebraico no Collège de France, onde chamara Jesus de ‘homem incomparável’, seu curso foi suspenso pelo governo de Napoleão III, pois sua intensão era desmistificar Jesus, derrubar dogmas. Foi nesta ocasião que concebeu a obra “Vida de Jesus” uma das obras mais célebres do século XIX. Depois, cita a Dra. Hanna Wolff psicoterapeuta, que concluiu em um de seus trabalhos que os atos da vida e os ensinos de Jesus eram terapêuticos e o considerou o maior terapeuta que jamais conhecera. Ambos como exemplo do efeito de Jesus sobre as pessoas. Depois aborda de forma quase poética a chegada de Jesus numa época em que Roma conheceu momentos de harmonia, paz e prosperidade, como nunca antes. Cita a cura da filha do senador Publius Lentulus, a história de Inácio de Antioquia. Fala sobre suas poucas palavras e muitos atos, sobre sua paz, seu amor. Lembra da resposta dos espíritos a Allan Kardec quando da pergunta 625 do Livro dos Espíritos e termina com mais uma belíssima psicofonia de Dr. Bezerra de Menezes chamando-nos atenção para o nosso compromisso de trabalho com Jesus, agora!!

Continuar lendo

Mais Episódios