Os Evangelhos dão conta de quase 30 curas realizadas por Jesus. Os males físicos, mentais e espirituais debelados pelo Mestre foram dos mais diversos. E as técnicas utilizadas, sete.
Jorge Elarrat descreve e exemplifica cada uma delas neste estudo. Há relatos de curas à distância, por palavras, pelo toque e com o uso de sua saliva, por exemplo. As mais impressionantes são as ressurreições e, destas, destaca-se a de Lázaro, narrada por João.
O expositor menciona o texto de Isaías. Em seu cântico do servo, o profeta aponta que a capacidade de curar seria uma das marcas do Messias vindouro. Fazendo isso, ele tomaria para si as dores da humanidade. Assim, quando Jesus atendeu aos doentes, também demonstrou ser quem era e seus propósitos. As curas, por esse prisma, serviram de preâmbulo às lições morais eternas do Cristo. Estas, sim, medicamentos para as doenças do Espírito.
Esta exposição ocorreu em agosto. E fez parte da programação de As Portas do CEU. O encontro, promovido pela WEB Rádio Fraternidade, tem por objetivo preparar para o Congresso Espírita de Uberlândia (CEU). Direto dos Estados Unidos, Charles Medeiros fez a harmonização musical.

Continuar lendo

Comentários

Acompanhar estes Comentários
Notificar-me de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários

Mais Episódios

0
Participe da nossa comunidade! deixe seu comentário.x
()
x