Nas ruínas da igreja de São Damião, o jovem triste e sem propósito fixa a cruz e pergunta: “Senhor, que queres que eu faça?” E ouve a resposta: “Francisco, reconstrói a minha igreja”. Esse é um marco inicial na trajetória missionária do sol de Assis, o homem que largou a casa burguesa do pai para buscar a própria felicidade levando alento ao próximo, ao irmão.

Francisco descobriu o verdadeiro sentido do chamado de Jesus num abraço fraterno em um portador do Mal de Hansen, ou leproso, como era chamado. E naquele doente viu o Cristo. José Carlos de Lucca conta um pouco dessa santa biografia para questionar: que igreja em ruínas nos cabe reconstruir nestes dias de transição? Por certo, comecemos por nossos corações. Depois, passemos pelas relações familiares e, então, abracemos a família universal com o mesmo amor franciscano.

Esta palestra inspiradíssima fechou o 3º Congresso Espírita de Uberlândia (CEU), realizado pela WEB Rádio Fraternidade em janeiro. Não há como não se deixar tocar por esse sol inspirador.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios