O CEU Jovem representa uma oportunidade de integrantes de mocidades espíritas dialogarem mais diretamente com expositores. Este é um exemplo. Anete Guimarães volta ao evento para conversar sobre a violência na sociedade.

O tema, apesar de espinhoso, faz parte da realidade. E integra a lista de assuntos sobre os quais a juventude deve refletir. Por que crimes brutais são cometidos? A causa desses fatos é sempre a desigualdade social? Por que, em alguns casos, os motivos são fúteis ou parece sequer existirem?

A conferencista utiliza sua notória argumentação para oferecer algumas respostas. E elas trazem elementos de diversas diretrizes. Anete trata não apenas da perspectiva social. Também traz os olhares da neurociência e, claro, do Espiritismo. De toda a leitura, um fato é certo. Estamos melhorando enquanto sociedade, e a Lei de Progresso se faz verificar.

Depois de sua fala, ela respondeu perguntas do público. Desde a edição de 2019, o Congresso Espírita de Uberlândia realiza o CEU Jovem. Nesse encontro, a juventude ouve os palestrantes do evento principal. A organização de ambos é da WEB Rádio Fraternidade.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios