“Aurora” fecha o álbum “Senhor das Estrelas”, de 1999, o primeiro de Tim e Vanessa. A partir daí, essa música se espalhou no movimento espírita do Brasil e do mundo. Hoje, é das mais conhecidas e não pode faltar nas apresentações dos irmãos.

Assim, não ficaria de fora também da apresentação que deu origem a “Cântaro”. O novo trabalho da dupla foi gravado ao vivo, em 2017, no Teatro Sesiminas, em Belo Horizonte. Ele resultou da mistura de canções que ainda não haviam sido gravadas e outras já conhecidas. “Aurora” acabou não sendo incluída no CD. Mas o registro em vídeo é este e, assim como os demais, está disponível na plataforma Espiritismo.TV.

A composição é de Tim com Gladston Lage, seu parceiro mais constante. Trata-se de um cântico de louvor à regeneração planetária do porvir. Sua letra passa de um poema que retrata a obscuridade e a transição dos tempos. E deságua no alvorecer de uma nova fase da Aliança com o Pai Criador.

“Bem-vindo, dia! Bem-vinda, luz!” Quanta gente já não cantou esse refrão por aí, em reuniões, grupos de mocidade, encontros espíritas dos mais diversos? Nesta nova versão, com arranjo especial, o coro da plateia se soma às vozes de Tim e Vanessa. E as palavras que exaltam alegria genuína alcançam o mais alto.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios