Diante das provações da vida muitos convivem com dificuldades, obstáculos, dores que parecem intermináveis e questionam a existência de Deus. No livro “A Justiça Divina segundo o Espiritismo”, conhecido como “O Céu e o Inferno“, Kardec esclarece que:
– Não há condenações eternas. Aquele que quita não continua pagando.
– Deus não repudia nenhum de seus filhos, antes recebe-os em seu seio à medida que atingem a perfeição, deixando a cada qual o mérito das suas obras.
– O inferno está por toda parte em que haja almas sofredoras, e o Céu igualmente onde houver almas felizes.
– A reparação consiste em fazer o bem àqueles a quem se havia feito o mal.
A chave para varrer sofrimentos das nossas vidas é o Amor. Só com ele o ser se imuniza. Nos cipoais do ressentimento, da mágoa, o homem sofre consequências que lhe trazem enfermidades prolongadas do corpo e da alma.
A esse interessante encontro estiveram presentes os conferencistas José Márcio de Almeida, Joaquim Gamonal e Otávio Pedersoli, contando com a mediação de Antônio Rubatino, do Grupo da Fraternidade Espírita Irmã Scheilla.

Continuar lendo

Comentários

Mais Episódios