Literatura espírita

A Literatura Espírita é composta por vários romances, dramas, poesias, contos e outros estilos. Um inúmero conjunto de publicações em periódicos em várias línguas, que visam disseminar os ideais espíritas.

Sob a forma de periódicos e livros, compreende além de manuais, romances, poesia e teatro que tem o claro objetivo de estimular os leitores a cultivarem os ensinamentos morais e espirituais. A autoria de diversos trabalhos, como na literatura umbandista, é atribuída a autores espirituais através do fenómeno da psicografia.

Normalmente os livros são psicografados, quer dizer, produzidos pelos espíritos através do médium, que transpõe para o papel as informações transmitidas mentalmente pelos seres desencarnados.

Entre os médiuns psicógrafos mais conhecidos no Brasil destacam-se os nomes de Francisco Cândido Xavier e de Divaldo Franco.

Dá-se o nome de literatura espírita a um tipo de literatura que divulga as ideias do Espiritismo.