Isaías

Isaías 1

Isaías, o profeta que antecipou Jesus

O Livro de IsaíasO profeta Isaías, cujo nome significa “Iahveh ajuda” ou “Iahveh é auxílio” exerceu o seu ministério no reino de Judá, tendo se casado com uma esposa conhecida como a profetisa que foi mãe de dois filhos: Sear-Jasube e Maer-Salal-Hás-Baz.

O capítulo 6 do livro informa sobre o chamado de Isaías para tornar-se profeta através de uma visão do trono de Deus no templo, acompanhado por serafins, em que um desses seres angelicais teria voado até ele trazendo brasas vivas do altar para purificar seus lábios a fim de purificá-lo de seu pecado. Então, depois disto, Isaías ouve uma voz de Deus determinando que levasse ao povo sua mensagem.

Focando em Jerusalém, a profecia de Isaías, em sua primeira metade, transmite mensagens de punição e juízo para os pecados de Israel, Judá e das nações vizinhas, tratando de alguns eventos ocorridos durante o reinado de Ezequias, o que se verifica até o final do capítulo 39.

A outra metade do livro (do capítulo 40 ao final) contém palavras de perdão, conforto e esperança.

Assim começa o livro de Isaías

Visão de Isaías, filho de Amós, que ele teve a respeito de Judá e Jerusalém, nos dias de Uzias, Jotão, Acaz, e Ezequias, reis de Judá.
Ouvi, ó céus, e dá ouvidos, tu, ó terra; porque o Senhor tem falado: Criei filhos, e engrandeci-os; mas eles se rebelaram contra mim.

Isaías 1:1,2

O livro de Isaías

O Livro de Isaías é um livro profético do Antigo Testamento, vem depois do livro de Eclesiástico e antes do Livro de Jeremias. É uma peça central da literatura profética do Antigo Testamento, na Bíblia.

Sua importância é refletida também no Novo Testamento, considerando-se que há mais de 400 referências diretas ao livro, feitas pelos evangelistas e apóstolos.

O forte caráter e ênfase messiânicos percebidos em toda a extensão do documento, muito provavelmente colaboraram para conceder ao livro tamanha proporção referencial entre os autores do Novo Testamento. Por causa disto também, Isaías recebeu o epíteto de “o quinto evangelista”.

Estudo de Haroldo Dutra Dias sobre Isaías

Haroldo Dutra está conduzindo um estudo aprofundado sobre o profeta Isaías aqui no Espiritismo TV. Veja os dois primeiros episódios.

Estudando Isaías - primeiro episódio
Primeiro episódio de Estudando Isaías
Estudando Isaías - segundo episódio
Segundo episódio de Estudando Isaías

 

Quem foi o profeta Isaías?

IsaíasIsaías, hebraico Yeshaʿyahu (“Deus é salvação”), (floresceu no século VIII aC, em Jerusalém), profeta após o qual o livro bíblico de Isaías é nomeado (apenas alguns dos primeiros 39 capítulos são atribuídos a ele), um contribuinte significativo para os judeus e tradições cristãs.

Seu chamado para profetizar em cerca de 742 AC coincidiu com o início da expansão para o oeste do império assírio, que ameaçava Israel e que Isaías proclamou ser um aviso de Deus a um povo sem deus.

O primeiro livro de Isaías

O primeiro versículo do livro de Isaías afirma que Isaías profetizou durante os reinados de Uzias (ou Azarias), Jotão, Acaz e Ezequias, os reis de Judá (Isaías 1: 1). O reinado de Uzias foi de 52 anos em meados do século VIII aC, e Isaías deve ter começado seu ministério alguns anos antes da morte de Uzias, provavelmente nos anos 740 aC. Isaías viveu até o décimo quarto ano do reinado de Ezequias (que morreu em 698 aC). Ele pode ter sido contemporâneo por alguns anos com Manassés. Assim, Isaías pode ter profetizado por até 64 anos.

De acordo com algumas interpretações modernas, a esposa de Isaías foi chamada de “a profetisa” (Isaías 8: 3), ou porque ela foi dotada com o dom profético, como Débora (Juízes 4: 4) e Hulda (2 Reis 22: 14-20) ou simplesmente porque ela era a “esposa do profeta”.

Eles tiveram três filhos, nomeando o mais velho Shear-jashub, significando “Um remanescente retornará” (Isaías 7: 3), o próximo Emanuel, significando “Deus está conosco” (Isaías 7:14), e o mais novo, Maher- Shalal-Hash-Baz, significando: “Estrague rapidamente, saqueie rapidamente” (Isaías 8: 3).

O profeta Isaías, teria vivido entre 765 AC e 681 a.C., durante os reinados de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias, sendo contemporâneo à destruição de Samaria pela Assíria e à resistência de Jerusalém ao cerco das tropas de Senaqueribe que sitiou a cidade com um exército de 185 mil assírios em 701 a.C.

Ele foi o profeta que mais escreveu sobre a vinda do messias e até sobre sua morte:

“Mas ele foi ferido pelas nossas transgressões e moído pelas nossas iniquidades; o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e, pelas suas pisaduras, fomos sarados”. (Is 53:5).

Atualmente, estudiosos da Bíblia afirmam que o livro de Isaías, na realidade, teria sido escrito por mais de um profeta, pois nota-se uma forte descontinuidade histórica de fatos relatados entre o Primeiro e o Segundo Isaías.

Isaías recebe sua visão da casa do Senhor.

Logo depois disto, Salmaneser V determinou subjugar o reino de Israel, tomando e destruindo Samaria (722 aC).

Enquanto Ahaz reinou, o reino de Judá foi intocado pelo poder assírio. Mas quando Ezequias subiu ao trono, ele foi encorajado a rebelar-se “contra o rei da Assíria” (2 Reis 18: 7) e entrou em aliança com o rei do Egito (Isaías 30: 2–4). O rei da Assíria ameaçou o rei de Judá e, por fim, invadiu a terra.

Senaqueribe (701 aC) liderou um poderoso exército em Judá. Ezequias foi reduzido ao desespero e submetido aos assírios (2 Reis 18: 14-16). Mas depois de um breve intervalo, a guerra estourou novamente. Novamente, Senaqueribe conduziu um exército a Judá, um destacamento do qual ameaçava Jerusalém (Isaías 36: 2–22; 37: 8).

Isaías naquela ocasião encorajou Ezequias a resistir aos assírios (37: 1–7), ao que Senaqueribe enviou uma carta ameaçadora a Ezequias, que ele “espalhou diante do SENHOR”.

Nascimento: Reino de JudáNome completo: Isaiah
Pais: Amoz
Livros: Jesaja, Verkündiger von Gericht und Heil: Jesaja 40 – 66
Filhos: Maher-Shalal-Hash-Baz, Shearjashub
Tio: Amassias

A relação entre Isaías e o Espiritismo

Vocabulário do Espiritismo