Desencarnação

Desencarnação é o termo utilizado pela Doutrina Espírita para designar o processo em que o espírito é desligado do corpo físico e retorna ao plano espiritual.

Desencarnação é o termo utilizado pela Doutrina Espírita para designar o processo em que o espírito é desligado do corpo físico e retorna ao plano espiritual. Este desligamento se dá quando ocorre a morte do corpo material.

O Momento de desencarnar

No momento de encarnar, segundo Allan Kardec em O Livro dos Espíritos, o Espírito sofre uma perturbação Muito maior e sobretudo mais longa, mesmo que semelhante à que experimenta ao desencarnar.

O desencarne é, para o espírito mais liberto das amarras da carne, a saída da escravidão, já que pelo nascimento, entra para ela.

Desencarnação como vida

Assim como, para o Espírito, a morte do corpo é uma espécie de renascimento, a reencarnação é uma espécie de morte, ou antes, de exílio, de clausura. 

Na segunda parte de O Livro dos Espíritos: Do mundo espírita ou mundo dos Espíritos temos a pergunta 149. que elucida:

Que sucede à alma no instante da morte?

“Volta a ser Espírito, isto é, volve ao mundo dos Espíritos, donde se apartara momentaneamente.”

Logo adiante, na 150, Kardec pergunta: “A alma, após a morte, conserva a sua individualidade?” e os espíritos respondem:

“Sim; jamais a perde. Que seria ela, se não a conservasse?”

E complementa a pergunta anterior, com mais um questionamento:

“Como constata a alma a sua individualidade, uma vez que não tem mais corpo material?”, que os espíritos prontamente respondem: “Continua a ter um fluido que lhe é próprio, haurido na atmosfera do seu planeta, e que guarda a aparência de sua última encarnação: seu perispírito.”