Allan Kardec

Allan Kardec antes de ser Kardec

Hippolyte Léon Denizard Rivail foi um educador, escritor e tradutor francês. Sob o pseudônimo de Allan Kardec, notabilizou-se como o codificador do espiritismo (termo por ele criado), também denominado de Doutrina Espírita.

Allan Kardec Educador

Educado na Escola de Johann Heinrich Pestalozzi, em Yverdun (Suíça), tornou-se um dos mais eminentes alunos desse professor responsável por uma revolução na educação mundial.

Hippolyte foi um dos mais zelosos propagandistas deste sistema de educação, que serviu como uma das bases da reforma do ensino na França e na Alemanha. Ai é que Léon Denizard trava contato com as ideias que mais tarde o elevariam a a classe dos progressistas e livre-pensadores.

O egoísmo é a fonte de todos os vícios, como a caridade é a fonte de todas as virtudes.

Sua influência como educador, autor e tradutor foi o motivo que levou Hippolyte Léon a adotar o pseudônimo Allan Kardec.

Como Hippolyte Léon virou Allan Kardec

Segundo várias fontes, seu pseudônimo foi escolhido pois um espírito revelou-lhe que haviam vivido juntos entre os druidas, na Gália, e que então o Codificador se chamava “Allan Kardec”.
No livro Cartas e Crônicas, de Irmão X, pseudônimo do espírito Humberto de Campos, psicografado pelo médium Francisco Cândido Xavier em 1966, no capítulo intitulado Kardec e Napoleão, relata-se o episódio em que estes últimos são apresentados pelo Espírito da Verdade, na noite de 31 de dezembro de 1799, no plano espiritual.

Médium é toda pessoa que sente, num grau qualquer, a influência dos Espíritos.

Essa faculdade é inerente ao homem e, por conseguinte, não constitui um privilégio exclusivo. Por isso mesmo, raras são as pessoas que não possuem alguns rudimentos dessa faculdade. Pode-se, pois, dizer que todos são mais ou menos médiuns.

O desencarnado que reencarnará como Allan Kardec é um espírito superior, apresentado como o apóstolo da fé, que, sob a égide do Cristo, descerrará para a Terra atormentada um novo ciclo de conhecimento, enquanto Napoleão Bonaparte, reencarnado e em desdobramento, durante o sono físico, é informado que renasceu para garantir o ministério espiritual do discípulo de Jesus que regressa à experiência terrestre.

O trabalho de Kardec

Allan Kardec 1Allan Kardec fundou em Paris, em 1º de abril de 1858, a primeira Sociedade espírita regularmente constituída.
Sociedade Parisiense de Estudos Espíritas, tinha como fim exclusivo o estudo de tudo o que pudesse contribuir para o progresso da nova ciência espírita.
Kardec durante este período construiu as bases de uma defesa fundamentada, dos conteúdos primeiros da Doutrina, deixando claro que suas ideias eram originais, as afastando de teorias preconcebidas ou anteriormente sistematizadas.
Foi o primeiro a apresentar a teoria relativa a tais fatos e a formar com eles um corpo de doutrina, metódico e regular.

Obras de Allan Kardec

Abaixo a lista com todas as obras de Allan Kardec:
  • O Livro dos Espíritos, Princípios da Doutrina Espírita, publicado em 18 de abril de 1857;
  • O Livro dos Médiuns ou Guia dos Médiuns e dos Evocadores, em janeiro de 1861;
  • O Evangelho segundo o Espiritismo, em abril de 1864;
  • O Céu e o Inferno ou A Justiça Divina Segundo o Espiritismo, em agosto de 1865;
  • A Gênese, os Milagres e as Predições segundo o Espiritismo, em janeiro de 1868.
  • Revista Espírita (periódico de estudos psicológicos), publicada mensalmente de 1 de janeiro de 1858 a 1869;
  • O que é o Espiritismo? (resumo sob a forma de perguntas e respostas), em 1859;
  • Instrução prática sobre as manifestações espíritas (substituída pelo Livro dos Médiuns; publicada no Brasil pela editora O Pensamento)
  • O Espiritismo em sua expressão mais simples, em 1862;
  • Viagem Espírita em 1862 (1867) (publicada no Brasil pela editora O Clarim).
  • Catálogo Racional de Obras para se Fundar uma Biblioteca Espírita, em abril de 1869.
  • Obras Póstumas, em 1890.
  • O Principiante Espírita (pela editora O Pensamento)
  • A Obsessão (pela editora O Clarim)

O trabalho final de Kardec

Kardec passou os anos finais da sua vida dedicado à divulgação do Espiritismo entre os diversos simpatizantes, e defendê-lo dos opositores através da Revista Espírita Ou Jornal de Estudos Psicológicos.
Já com cerca de oito milhões de seguidores, faleceu em Paris, a 31 de março de 1869, aos 64 anos de idade, em decorrência da ruptura de um aneurisma, quando trabalhava numa obra sobre as relações entre o Magnetismo e o Espiritismo, ao mesmo tempo em que se preparava para uma mudança de local de trabalho.
Seu corpo está sepultado no Cemitério do Père-Lachaise, uma célebre necrópole da capital francesa.
Junto ao túmulo, erguido como os dólmens druídicos. Acima de sua tumba, seu lema:
Nascer, morrer, renascer ainda e progredir sem cessar, tal é a lei“, em francês.
Dados sobre Allan Kardec
  • Nascimento:3 de outubro de 1804,Lyon, França
  • Falecimento: 31 de março de 1869, Paris, França
  • Nome completo: Hippolyte Léon Denizard Rivail
  • Cônjuge: Amélie Gabrielle Boudet (de 1832 a 1869)